Directamente de Palermo, um olhar Encarnado e Vigilante sobre a actualidade do Nosso Clube e sobre o futebol Português em geral.

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Ponto de situação.

Antes de mais, isto não se trata de um post agressivo ou depressivo ou tão pouco deprimente.
A todos os que estão em parafuso com a realidade Benfiquista só aconselho uma coisa: um chazinho para acalmar os nervos.

Comparar a presente época à anterior é inútil, a ânsia de alcançar a perfeição leva o ser humano a comportamentos irracionais. Os pavões desta vida não compreendem o que é se manter em alta rotação e não será certamente o comum mortal, vulgo adepto, que verá a sua rotina afectada com certas atitudes que não lembram o pior dos animais.
Posto isto, não será certamente um péssimo momento de forma que tirará a minha devoção ao clube embora em certas alturas admito que prefiro voltar a minha atenção para a cerveja/tremoços que estou a beber/comer em detrimento da televisão onde supostamente deveria ver uma equipa (a minha porque não me interessam os outros) a jogar futebol.
E se muitos de nós estamos desiludidos/desapontados/entristecidos com a equipa, muitos outros estão desiludidos/desapontados/entristecidos com outras coisas da vida. Paciência. Melhores dias virão.

Para  termos uma ligeira noção do quão ridículo/estúpido/displicente possa ser um juízo errado de valores, vejamos os seguintes dados, que valem o que valem e sublinho, não apagam o que estou neste momento a sentir sobre a equipa de futebol Benfiquista:

Campeonato - Mesma posição que no pretérito ano, menos 3 pontos
Europa - Mesma eliminatória da Liga Europa
Taça de Portugal - Se ganharmos ao Braga no domingo já fomos mais longe que no ano passado
Taça da Liga - Ainda nem começou

Ora vejamos:
Estamos assim tão desconjugados? Não.
Estamos descontentes/frustrados/chateados? Sim.
O que temos de fazer? Acreditar que vamos levantar a cabeça e seguir em frente honrando o Clube.
Como? Com certeza não será com a demissão em bloco da Direcção e Equipa Técnica.
Se podiamos ganhar sempre? Podíamos e devíamos!
Se vamos ganhar sempre? Não.
Por muito amor que sinta pelo Clube tenho de saber aguentar com as derrotas e o péssimo futebol que se pratica. Se gosto disso? Não.
Se gostava de não ter escrito este post? Gostava.
Se vou voltar a falar deste assunto? Espero que não.

Não há tempo para muitas morgomias, domingo já temos jogo e o importante neste momento é voltar às vitórias e lutar, lutar, lutar!

Carrega BENFICA!

2 comentários:

AVOGI disse...

Não tem nada a propósito do artigo, ou terá um pouco de...

tu tens um je nais sais quoi... mas gosto da tua escrita.

Serei eu suspeita? Sim
Terei de mentir e dizer que não sabes escrever? Não
Será necessário dizer que tens a veia da escrita nas veias? SIm
Ousarei dizer que me surpreendes mais agora do que quando eras pequeno? Sim
terei de dizer para continuares a ser quem és ? Não , não é necessário

kis :=)

Claudio Ramos disse...

Cá está um post que me diz muito...
Diz muito, não por ser um dos derrotistas, mas diz-me muito por ser um do que já se encontra farto dos que se dizem benfiquistas de corpo e alma, mas que na verdade quando ganham vão para o Marquês festejar, gritar e comemorar e estão sempre à espreita de que algo corra mal para começarem a debitar alarvidades contra tudo e todos...

O Benfica pela sua dimensão assombrosa e única, tem como massa adepta de tudo... Seres racionais, seres irracionais, velhos do restelo, tudo... Temos é de continuar constantemente a apoiar o grande e fantástico clube que nos une: BENFICA

Abraço
Cláudio Ramos