Directamente de Palermo, um olhar Encarnado e Vigilante sobre a actualidade do Nosso Clube e sobre o futebol Português em geral.

sábado, 29 de janeiro de 2011

Diplomacia arriscada? Não, é só negócio!

Querer contratar um jogador do calibre do David Luíz por tuta e meia, ter a desonestidade de dizer uma coisa e depois fazer outra, abordando o negócio com uma atitude de porco colonizador, é próprio de quem se fez rico comprando empresas de petróleo por um Euro e espera que pela vida fora lhe caiam todas as benesses no colo. Precisam do jogador, paguem o seu valor! Ou então joguem com o Ivanovic e com o Alex até ao fim da época e depois vejam como corre…

Quanto ao Benfica, parece-me óbvio que um importante passo negocial seria renovar com o jogador o mais rapidamente possível, aumentando-lhe o ordenado, acautelando um possível e natural descontentamento, e demonstrando aos tais colonizadores que o desespero em fazer o negócio não é nosso.
Mercado tem ele hoje, e continuará a tê-lo no fim da época., de modo que não acho que esta tenha sido uma táctica arriscada da nossa parte, o risco é todo deles.

Até segunda-feira teremos novela, esperemos pelas cenas dos próximos capítulos, sendo que se de facto se der a saída do David, o Benfica continuará.

PS: Quarta-feira há guerra, esta parece-me uma boa altura para começar a atiçar as tropas.

1 comentário:

Observador disse...

Permitam-me que transcreva a opinião de Moreira:

- O guarda-redes do Benfica afirmou esta sexta-feira que o plantel não se preocupa cm os comunicados da CMVM sobre a saída de jogadores e garante que o central brasileiro David Luiz está de corpo e alma na equipa.
«David Luiz é um grande jogador, um grande colega e tem feito muitas coisas pelo Benfica. No balneário não temos nada a ver com a CMVM, só nos preocupamos com quem lá está. Sempre tivemos o David Luís e vamos continuar a ter», disse o Moreira frisando que o jogador vai continuar a ser a referência de sempre.
«Ficou cá, vai continuar, de certeza, a dar o máximo em prol do Benfica. É nosso colega há muitos anos e vai continuar a ser», defendeu.