Directamente de Palermo, um olhar Encarnado e Vigilante sobre a actualidade do Nosso Clube e sobre o futebol Português em geral.

segunda-feira, 30 de maio de 2011

Ratos e Generais..

Continuam as especulações e suspeitas de cariz "dragoniano" envolvendo dirigentes do Benfica, tudo isto acompanhado pelo presidente, que numa atitude cobarde ou estratégica, e aqui desconhece-se de facto qual o tipo, não veio ainda a terreiro defender o clube e seus profissionais.

De verdade, este início de pré-temporada tem sido tudo menos tranquilo, quando tranquilidade era tudo o que no mínimo se pedia para organizar com concentração a época que se avizinha. Nisto vão correndo os dias compassados pelos ataques ao clube, enquanto que questões prementes tardam em ser resolvidas.

Existem neste momento demasiadas pontas soltas no Benfica, pontas que dão matéria à pasquinada para que esta possa espalhar o seu veneno, ele é a questão de Salvio, Júlio César, Roberto, Coentrão, Nuno Gomes, Maxi, etc. Situações que em alguns casos já deveriam estar resolvidas, matando ali o assunto.

Nunca foi tão necessário quanto agora garantir a defesa do clube e colocar essa pasquinada no seu lugar, nunca foi tão necessária uma palavra do presidente sobre o que se tem escrito, nunca foi tão necessário que essa palavra fosse inspiradora e unificadora, deixando de lado o habitual discurso bacoco que o caracteriza.

Em suma, nunca foi tão necessário um General que apareça nestas horas difíceis, em vez de um rato que se esconde nas trincheiras, deixando o peito dos outros a levar com as balas...

2 comentários:

Anónimo disse...

é o porquê de Benfica !

facil muito fracil , ate na capital uns abutres jornalistas fazem ninho nas cabeças dos Benfiquistas ,isto no norte tinham comido a sopa todoa ,a muito na capital só tem treta.

PS : MAIS,estes opinadores são os tais covardes e javardos que querem um general a frente das tropas e depois fazem como tem feito e excepção dos NN fogem a sete pes da frente da batalha ...

ToElGordo disse...

Uma bolachada na cara nunca fez mal a ninguém, é até pedagógico, pior, há gente que não aprende de outra maneira que não essa, infelizmente...