Directamente de Palermo, um olhar Encarnado e Vigilante sobre a actualidade do Nosso Clube e sobre o futebol Português em geral.

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Não subtrair para somar

A sensivelmente 34 horas do fecho do mercado de Inverno ressurge a notícia do interesse do Manchester em Javi Garcia. Confesso que na primeira vez (em meados de Dezembro) que ouvi falar deste interesse fiquei logo preocupado, e que esta possibilidade nunca me saiu da mente. O modus operandi é o mesmo de sempre, o clube com maior poder financeiro espera até aos últimos dias do mercado para desferir o golpe e entre cantos de sereia para o jogador e para os gestores, damos por nós com uma unidade fulcral a menos. Foi assim com David Luiz e com Ricardo Rocha.

Espero que a classificação na Liga não faça a quem manda pensar que isto está ganho, pois tão depressa quanto ganhámos esta vantagem podemos perdê-la caso a estabilidade e a garantia de (pelo menos) manutenção da qualidade do plantel não sejam realidades observadas.

Que não se cometam erros do passado!

2 comentários:

Observador disse...

Estou convencido que não se vai registar a saída de Javi Garcia.
Não porque de terras de sua Majestade não possa vir uma proposta. Mas terá, digo eu, que ser uma proposta irrecusável.
Que sirva o jogador e o Benfica.

Mas não. Javi não sai. Agora.
Quem quiser milho terá que esperal pela colheita de verão.

ToElGordo disse...

Pois, assim o espero. Mas a história recente faz com que duvide daquilo que pode acontecer... Espero que tenham aprendido algo. Isto se acontecesse seria desastroso.